Diretrizes

Art. 2o – a APAP-SP tem os seguintes objetivos:

a – defender os interesses profissionais de seus associados, individualmente ou coletivamente, frente a outros grupos profissionais; pessoas físicas e jurídicas; autoridades administrativas e os poderes Executivo, Legislativo e Judiciário;
 
b – sempre que possível, manter serviços de assistência jurídica a seus associados;
 
c – sempre que possível, constituir ou apoiar planos de assistência médica a seus associados;
 
d – incentivar a arte-educação e a realização de exposições artísticas de cunho pedagógico;
 
e – promover a presença de representantes seus nos eventos culturais e artísticos realizados por órgãos culturais privados ou públicos;
 
f – promover a presença de representantes seus em órgãos ou instituições culturais e artísticas privadas ou governamentais;
 
g – organizar e promover eventos artísticos e culturais que favoreçam o desenvolvimento das artes plásticas;
 
h – organizar e promover a divulgação de suas atividades e de quaisquer iniciativas que favoreçam o desenvolvimento das artes plásticas;
 
i – apresentar ou apoiar eventos artísticos e culturais que favoreçam o desenvolvimento das artes plásticas;
 
j – prestar assessoria e colaboração a órgãos públicos e privados, buscando o desenvolvimento artístico e cultural das organizações comunitárias;
 
k – certificar produtos e serviços de terceiros, desde que estes tenham finalidades artísticas e culturais e que o certificado fornecido pela APAP-SP atenda regulamentos a serem criados pela Diretoria e aprovados em Assembléias Gerais convocadas especificamente para esse fim;
 
l – emitir Certificados de Notório Saber para artistas associados à APAP-SP há mais de três anos e estatutariamente habilitados; desde que tenham atuação relevante no meio artístico e tenham sua solicitação aprovada pela Diretoria Eleita em exercício;
 
m – instalar gráfica própria para a edição de informativos e confecções de impressos para distribuição gratuita aos associados, artistas plásticos, galerias de arte, museus, instituições culturais, críticos de arte, órgãos governamentais, etc.;
 
n – estabelecer convênios com empresas, associações profissionais, instituições culturais, órgãos governamentais, etc. que beneficiem coletivamente seus associados.